Publicidade

Prefeitura encerra maratona de entregas com praças, bicicletário e nova unidade da Academia Salvador

O primeiro equipamento inaugurado foi o bicicletário de Itapuã. Com cerca de 50 vagas para estacionamento, o espaço também conta com oficina para dar suporte aos veículos dos ciclistas e empréstimo de bikes para aqueles que pensam em circular pela orla do bairro.

06/07/2024 às 07h53
Por: Cláudio Leite-Galego
Compartilhe:
Fotos: Valter Pontes/ Secom
Fotos: Valter Pontes/ Secom

 

 

A Prefeitura de Salvador encerrou nesta sexta-feira (5) uma maratona de inaugurações ocorridas ao longo desta semana, quando a gestão municipal realizou mais de 30 entregas à população. O prefeito Bruno Reis participou das agendas nesta sexta, com a entrega de praças, bicicletário e uma nova unidade da Academia Salvador, desta vez em Cajazeiras. Somente nesta sexta, foram mais de 10 entregas, com investimentos que superam os R$100 milhões.

O primeiro equipamento inaugurado foi o bicicletário de Itapuã. Com cerca de 50 vagas para estacionamento, o espaço também conta com oficina para dar suporte aos veículos dos ciclistas e empréstimo de bikes para aqueles que pensam em circular pela orla do bairro.

O bicicletário, localizado na Rua Milton Santos, passa a funcionar na próxima terça-feira (9), das 7h às 19h, e seguirá pelos próximos 30 dias com serviços gratuitos para os usuários. Após esse período, o estacionamento custará R$5 por seis horas de duração, um valor considerado simbólico se comparado com aqueles cobrados por estacionamentos privados da região. 

O vigilante e ciclista Jailton Santos de Assis, de 52 anos, aprovou o novo equipamento da prefeitura. “Com certeza é ótimo. É mais um benefício para a gente. Precisamos de mais ações como essa que incentivam o ciclismo”, comentou. 

Entre as bikes que serão emprestadas estão aquelas com suporte de transporte para crianças, as conhecidas “cadeirinhas”. Pesquisas feitas pelo Movimento Salvador Vai de Bike apontam que é grande a quantidade de trabalhadores e de pessoas que utilizam a bicicleta para lazer que circulam na região de Itapuã, vindos de São Cristóvão, Stella Maris, Mussurunga e toda orla. 

“A gestão já vem, há um bom tempo, promovendo ações e projetos que incentivam a prática de atividades físicas. O bicicletário é mais uma dessas iniciativas. Cada vez mais, a população está se conscientizando da importância de praticar atividades físicas. A gente vê cada vez mais a orla cheia de pessoas caminhando, correndo ou pedalando, e a prefeitura está desempenhando seu papel com políticas públicas voltadas para esse objetivo, que é fomentar ainda mais a prática de atividades físicas”, disse Edvaldo Valério, Diretor Geral de Esportes de Salvador.

Bruno Reis destacou a importância de promover melhorias na mobilidade da cidade, sobretudo de dar suporte aqueles que não utilizam veículos motorizados para se deslocar no dia a dia. Disse ainda que a gestão está focada em ações que deixem o sistema de transporte público mais seguro e integrado. 

“Estamos construindo possibilidades que reforçam a mobilidade ativa de nossa cidade, tornando-a cada vez mais intermodal, segura e eficiente, esse é o nosso objetivo. Nossa gestão tem se destacado em investimentos na infraestrutura cicloviária, uma das que mais cresceu no Brasil e juntamente com uma série de projetos, ações e iniciativas em prol dos ciclistas, temos tornado nossa cidade cada vez melhor”, disse o gestor.

Academia - Bruno Reis também esteve em Cajazeiras X, onde foi inaugurada a segunda Academia Salvador, equipamento construído ao ar livre e que funciona de forma gratuita. No local, as pessoas, com ajuda de instrutores, têm acesso a treinos de musculação e também podem contar com o acompanhamento de nutricionistas.

O equipamento funcionará de segunda a domingo, em horários programados e mediante agendamento dos praticantes pelo aplicativo MUDE, disponível gratuitamente na App Store e Play Store. As aulas terão duração de 50 minutos e capacidade pré-estabelecida de alunos. A primeira unidade foi construída no Dique do Tororó.

As atividades são conduzidas por um profissional de Educação Física e um assistente estagiário. Cada horário de musculação terá capacidade para 30 pessoas, com 18 máquinas de inox, halteres de 1kg a 18kg, e estofamento naval resistente às condições climáticas, especialmente adequado para idosos.

O secretário de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer, Júnior Magalhães, o projeto visa desmistificar a crença de que apenas quem tem recursos pode frequentar uma academia com qualidade, acompanhamento de instrutores, nutricionistas, bons equipamentos e infraestrutura. 

“A Prefeitura veio para quebrar esse paradigma e mostrar que investe em políticas públicas voltadas para o social, o esporte, e que todos têm direito a uma vida saudável com acesso a infraestrutura de qualidade, reduzindo o sedentarismo e prevenindo doenças futuras”, disse ele, destacando o planejamento de inaugurar 18 unidades semelhantes até o final de 2024, em várias localidades como Imbuí, Amaralina, São Tomé de Paripe, entre outras.

Praças - Dando continuidade à agenda, em Itapuã, o prefeito inaugurou mais uma praça, desta vez, a Sócrates Seabra, localizada na Rua Seabra Vermelha. Em uma área de mais de 1,5 mil metros quadrados foram construídas uma academia de saúde, antiqueda e ginástica, além de espaço de lazer infantil, cinco quiosques e duas quadras esportivas. Além disso, o local ganhou nova iluminação para garantir mais segurança para os moradores do entorno. 

Luiz Seabra, neto do homenageado que deu nome ao espaço público, não escondeu a emoção durante o ato de entrega da praça. Durante o seu discurso, ele lembrou que o espaço estava abandonado e que o local trazia transtornos para a população por servir de espaço para o descarte irregular de lixo.

“Sinto uma grande satisfação e é uma enorme honra estar aqui no bairro onde fui criado, especialmente neste momento, ao ver uma praça que estava completamente abandonada e praticamente se transformando em um lixão, ser revitalizada”, comentou. 

Bruno Reis ressaltou que a nova praça é um exemplo da transformação feita pela gestão municipal na cidade. “O prefeito poderia ter vendido esse terreno, mas escolhemos dar-lhe um uso comunitário, fazendo uma praça. Precisamos distinguir terrenos úteis para a população daqueles que a prefeitura tem dificuldade de manter. Vocês podem ver aqui a diferença: investir em equipamentos públicos benéficos para a cidade. Estamos fazendo isso”, completou.

Após inaugurar as duas obras em Itapuã, o prefeito se deslocou para Mussurunga, onde a praça José Bohana Rosendo foi entregue aos moradores. Por lá, foram construídos um cachorródromo, quadra de areia e onze quiosques. Além disso, o local ganhou novo paisagismo e iluminação em LED. 

“Achei a praça maravilhosa. Tenho certeza que a população daqui fará bom uso dela. Vai servir para o lazer da região, para a prática de esportes. A Prefeitura está de parabéns pelo cuidado que tem tido com o bairro de Mussurunga”, disse a aposentada Edna Pires. 

A praça leva o nome de um funcionário público e morador do bairro, o primeiro do setor G. Ele é lembrado pelos moradores de Mussurunga por ser uma pessoa que cuidava da praça e que sempre reivindicava para que o poder público promovesse melhorias no espaço.

O prefeito também participou da entrega da praça Caetana Sowzer Bambgo-Sé-Lajoumim (Mãe Preta), no Curralinho. O local ganhou paisagismo, equipamentos para exercícios físicos, mobiliário urbano, pavimentação em concreto, parque infantil e dois quiosques. O espaço público leva o nome de uma importante sacerdotisa do Candomblé. Nascida em 1910 em Salvador, Mãe Preta fundou 41 anos depois do seu nascimento o terreiro de Ilê Axé Lajuomim, na Federação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias