Publicidade

Salvador apresenta projetos para parceria com a iniciativa privada no P3C, um dos maiores eventos de infraestrutura do Brasil

Já Mila Paes, titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), apresentou o painel “Pipeline de Projetos”, no qual adiantou o lançamento, em breve, de um Fundo de Investimento Imobiliário com imóveis municipais. O valor estimado dos imóveis que vão compor o FII é de R$118 milhões.

29/02/2024 às 01h36
Por: Cláudio Leite-Galego
Compartilhe:
Fotos: Rodrigo Lopes / Divulgação
Fotos: Rodrigo Lopes / Divulgação
 
 
 
 
A carteira de 18 projetos que a Prefeitura de Salvador elaborou para fechar parcerias com a iniciativa privada foram apresentados nesta terça-feira (28), no segundo dia do P3C - PPPs e Concessões, um dos maiores eventos do mercado de infraestrutura do Brasil. O plano foi desenvolvido pela SalvadorPAR, empresa de economia mista criada pelo município para implementar projetos que gerem transformação social, econômica e ambiental, garantindo excelência em serviços por meio da atração de investimentos em infraestrutura pública.
 
O painel foi apresentado pelo diretor-presidente da SalvadorPAR, Marcos Lessa. Ele contou que os projetos envolvem as mais diversas áreas, desde melhorias no transporte urbano à educação, habitação e parques urbanos. A Prefeitura já investiu R$5 bilhões em ações estruturantes que vão atrair mais de R$2 bilhões em investimento da iniciativa privada, além de contribuir para a geração de mais empregos e qualidade de vida para a população. “Entre os nossos desafios, está o de dar vida a patrimônios históricos subutilizados, como a área do Mercado Modelo”, disse.
 
Um dos destaques da carteira de 18 projetos é a criação da primeira arena indoor projetada para ser multiuso do Brasil, com capacidade para comportar mais de 12 mil pessoas em shows. A Arena Multiuso terá aproximadamente 17 mil metros quadrados e o investimento estimado da obra pública é de R$200 milhões. “A SalvadorPAR oferece um leque de opções vasto para a iniciativa privada, com projetos que geram atratividade e segurança para o investidor. A cidade está estruturada e preparada para ser a capital da inovação e do desenvolvimento inclusivo”, disse.
 
Já Mila Paes, titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), apresentou o painel “Pipeline de Projetos”, no qual adiantou o lançamento, em breve, de um Fundo de Investimento Imobiliário com imóveis municipais. O valor estimado dos imóveis que vão compor o FII é de R$118 milhões.
 
Dentre os projetos apresentados, Mila também destacou a Arena Aquática, o Complexo Parque dos Ventos e o Parque da Cidade. No eixo inovação e desenvolvimento inclusivo, a secretária apresentou os projetos de transformação do centro antigo, que inclui o Corpo Santo, com o restauro e o reviver do bairro mais antigo do país.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias