Publicidade

IBGE e Conab preveem queda na safra de grãos da Bahia em 2024

O volume de soja a ser colhido pode alcançar 7,53 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 0,4% sobre o verificado em 2023. A área plantada com a oleaginosa no estado está projetada em aproximadamente 2,0 milhões de ha.

11/07/2024 às 15h41
Por: Cláudio Leite-Galego
Compartilhe:
IBGE e Conab preveem queda na safra de grãos da Bahia em 2024



O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relativo ao mês de junho de 2024, com dados sistematizados e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), estima uma produção de cereais, oleaginosas e leguminosas de 11,3 milhões de toneladas, o que representa um recuo de 7,0% na comparação com a safra de 2023.

Após a produção recorde de grãos em 2023, tanto o IBGE como a Conab estimam uma produção menor de grãos na Bahia em 2024, devido ao fenômeno El Niño, que afetou negativamente as condições climáticas, prejudicando algumas regiões produtoras no estado. Assim, destaca-se, entre os grãos, a queda em dois dos principais produtos agrícolas do estado: soja e milho. Por sua vez, para a colheita do algodão estima-se novo recorde no estado mesmo com as dificuldades climáticas.

As áreas plantadas e colhidas estão estimadas em 3,52 milhões de hectares (ha), com recuo de 0,3% em relação à safra de 2023. Assim, o rendimento médio esperado (3,21 toneladas/ha) da lavoura de grãos no estado da Bahia é 6,7% aquém da safra anterior.

O volume de soja a ser colhido pode alcançar 7,53 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 0,4% sobre o verificado em 2023. A área plantada com a oleaginosa no estado está projetada em aproximadamente 2,0 milhões de ha.

As duas safras anuais do milho, estimadas pelo IBGE, podem alcançar 2,23 milhões de toneladas, o que também representa declínio de 27,9% na comparação anual. Com relação à área plantada, houve queda de 18,3% em relação à estimativa da safra anterior de 698 mil ha. A primeira safra do cereal está projetada em 1,55 milhão de toneladas, 34,0% abaixo do que foi observado em 2023. Já o prognóstico para a segunda safra é de um recuo de 8,6% em relação à colheita anterior, totalizando 681 mil toneladas.

Para a lavoura do feijão, espera-se recuo de 1,4% na comparação com a safra de 2023, totalizando 235 mil toneladas. O levantamento tem estimativa de 390 mil ha plantados, 6,5% menor que a safra anterior. Estima-se que a primeira safra da leguminosa (137 mil toneladas) seja 4,5% inferior à de 2023, e que a segunda safra (98 mil toneladas) tenha uma variação positiva de 3,2%, na mesma base de comparação.

Outro importante produto da safra baiana, o algodão (caroço e pluma), está com a produção estimada em 1,75 milhão de toneladas, o que representa aumento de 0,8% em relação ao ano passado. A área plantada com a fibra aumentou 3,0%, alcançando 375 mil ha em relação à safra de 2023.

Para a lavoura da cana-de-açúcar, o IBGE estimou produção de 5,54 milhões de toneladas, revelando aumento de 1,4% em relação à safra de 2023. A estimativa da produção do cacau, por sua vez, ficou projetada em 123 mil toneladas, apontando um avanço de 2,7% na comparação com a do ano anterior.

Em relação ao café, está prevista a colheita de 264 mil toneladas este ano, 7,0% acima do observado no ano passado. A safra do tipo arábica está projetada em 111 mil toneladas, com variação anual de 10,4%. Por sua vez, a safra do tipo canéfora teve previsão de 153 mil toneladas, 4,6% acima da colheita do ano anterior.

As estimativas para as lavouras de banana (920 mil toneladas), laranja (628 mil toneladas) e uva (62 mil toneladas), por sua vez, registraram, respectivamente, variações de 0,7%, -1,0% e -5,4% em relação à safra anterior.

O levantamento ainda indica uma produção de 925 mil toneladas de mandioca, 1,4% menor que a de 2023. A produção de batata-inglesa, estimada em 335 mil toneladas, apresenta acréscimo de 0,9%; e a do tomate, estimada em 182 mil toneladas, aponta alta de 1,5% na comparação com a do ano anterior.

Conab estima safra de 12,2 milhões de toneladas de grãos no 10º levantamento do ciclo 2023/2024

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em seu décimo levantamento, estimou uma produção de 12,2 milhões de toneladas de grãos na temporada 2023/2024 – o que representa um recuo de 9,0% em relação ao ciclo 2022/2023.

Com relação à área plantada, observa-se uma ampliação de 1,4% na mesma base de comparação, o que alcança uma área de 3,81 milhões de ha. Dessa forma, o rendimento médio do conjunto das lavouras pesquisadas deverá ficar em torno de 3,20 toneladas/ha.

A produção de algodão está estimada em 1,63 milhão de toneladas, plantada em 346 mil ha, o que representa um crescimento de 6,8% em relação ao ciclo 2022/2023.

Há expectativa positiva também associada à produção de feijão, cujo volume estimado em 352 mil toneladas (plantados em 424 mil ha) representa um crescimento de 21,7% em relação ao ciclo 2022/2023.

A soja, segundo a Conab, deve apresentar um ciclo de baixa, apesar da maior área plantada, com aumento de 3,1% em relação à temporada passada, alcançando um total de quase dois milhões de ha. A produção deve recuar em 3,1%, para 7,48 milhões de toneladas na atual temporada, em comparação com o ciclo anterior. Com isso, a produtividade estimada é de 3,78 toneladas/ha, representando uma queda de 6,0%.

Com relação à safra de milho, a expectativa é de que a safra atual seja bem menor que a anterior, totalizando 2,85 milhões de toneladas. As principais contribuições provêm da primeira (1,60 milhões de toneladas) e da terceira (1,15 milhões de toneladas) safra do cereal. Em seu conjunto, a produção de milho, no estado, apresenta previsão de queda de 27,4% em relação ao período anterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Frente fria derruba a temperatura em quase todo o país; veja a previsão
Inverno Há 2 semanas Em Agricultura

Frente fria derruba a temperatura em quase todo o país; veja a previsão

A previsão indica um declínio acentuado em todos os estados da região Sul, além de áreas específicas do Sudeste e Centro-Oeste. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e sul do Mato Grosso sentirão o rigor do inverno
Pequenos produtores de Camacan ganham novos espaços para a comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar
Camacan-Ba Há 2 semanas Em Agricultura

Pequenos produtores de Camacan ganham novos espaços para a comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar

A estudante Raíssa Andrade Ribeiro, do 1° ano do ensino integral, tem frequentado bastante o ginásio para jogar baleado ou vôlei. “É muito importante uma estrutura como essa porque praticar esporte é muito bom. Essa quadra está muito linda. Estou muito feliz”, disse.
Cerimônia e espetáculo musical celebram chegada do Fogo Simbólico do 2 de Julho a Salvador
Independência da BA Há 3 semanas Em Agricultura

Cerimônia e espetáculo musical celebram chegada do Fogo Simbólico do 2 de Julho a Salvador

“Sou nova em Pirajá e quem me trouxe ano passado para a festa foi ela (Mara). Voltei porque gostei. Quando morava em outro bairro, não tinha ideia que acontecia esse evento cívico aqui. Hoje, trouxe meu filho de três anos”, disse Cláudia.
IBGE e Conab estimam produção menor de grãos na Bahia em 2024
Agricultura Há 1 mês Em Agricultura

IBGE e Conab estimam produção menor de grãos na Bahia em 2024

As duas safras anuais do milho, estimadas pelo IBGE, podem alcançar 2,38 milhões de toneladas, o que também representa declínio de 23,1% na comparação anual. Com relação à área plantada, houve queda de 18,3% em relação à estimativa da safra anterior de 698 mil ha. A primeira safra do cereal está projetada em 1,70 milhão de toneladas, 27,7% abaixo do que foi observado em 2023. Já o prognóstico para a segunda safra é de um recuo de 8,6% em relação à colheita anterior, totalizando 681 mil toneladas.
Lenium - Criar site de notícias