Publicidade

“Hoje, o brilho é dele, é dele esse cinturão”, celebrou o governador em recepção ao campeão mundial de boxe Robson Conceição

Ele foi um dos esportistas de alto rendimento beneficiados pelo programa Bolsa Esporte, da administração estadual. Um suporte importante, na avaliação dele, para o próprio desenvolvimento e de outros esportistas baianos.

09/07/2024 às 14h44
Por: Cláudio Leite-Galego
Compartilhe:
“Hoje, o brilho é dele, é dele esse cinturão”, celebrou o governador em recepção ao campeão mundial de boxe Robson Conceição
 
 
Mais novo campeão mundial de boxe, o baiano Robson Conceição foi recepcionado, na manhã desta terça-feira (9), no gabinete do governador Jerônimo Rodrigues, em Salvador, quando compartilhou os desafios até a competição no Prudential Center, em Newark, nos Estados Unidos, e os planos, a partir de agora, com o esporte. Robson se tornou o 8º campeão mundial no segmento com a conquista do cinturão dos pesos super-penas (que chega a 58,967 quilos), do Conselho Mundial de Boxe (WBC).
 
“A história de Robson é a história de muitos esportistas brasileiros. São pessoas que vêm de baixo, que precisam de apoio. Por isso, a presença dele aqui me chama atenção para que a gente não abra mão dos investimentos nos esportes. Seja com equipamentos, com escola, formando profissionais; com editais de bolsas. Mas, hoje, o brilho é dele, a luz é dele. O Estado pode apoiar, mas é dele esse cinturão”, celebrou o governador, ressaltando o trabalho de Robson e de outros atletas baianos.  
 
O campeão mundial disse que um dos desejos, agora, é incentivar outras crianças e jovens à prática de boxe no bairro do São Caetano. “O Governo do Estado é o que mais trabalha para o esporte. Então, eu tenho certeza que, juntos, vamos incentivar muitas crianças e jovens. O São Caetano sempre esteve comigo, acreditando na minha determinação, na minha garra. Nunca me deixaram desistir”, disse o pugilista baiano sobre a trajetória no boxe.
 
Ele foi um dos esportistas de alto rendimento beneficiados pelo programa Bolsa Esporte, da administração estadual. Um suporte importante, na avaliação dele, para o próprio desenvolvimento e de outros esportistas baianos.
 
“Políticas públicas como o Bolsa Esporte são muito importantes na vida do atleta, porque o atleta da Bahia tem que trabalhar para levar o sustento para casa. No início, eu trabalhava vendendo verduras no bairro da Boa Vista. Tinha essa preocupação de treinar e levar o alimento para casa. Com esse conforto do Bolsa Esporte, você treina muito mais tranquilo e pode treinar com um material de qualidade”, completou.  
 
O Bolsa Esporte foi criado em 2009, pela Lei 11.363, e disponibiliza para os atletas residentes na Bahia um auxílio financeiro para treinamento e participação em competições regionais, nacionais e internacionais. Este ano, o Edital Bolsa Esporte, lançado no último dia 26 de junho, teve R$ 3,4 milhões investidos pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Deportes da Bahia (Sudesb), órgão vinculado à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), para atender até 209 atletas. As bolsas ainda foram ampliadas, com reajustes que vão de 80 a 110% em 2024.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias