Publicidade

Projeto de lei reconhece Barra do Choça como capital do café arábica

“A cafeicultura é a mais importante atividade agrícola do sudoeste da Bahia, com predominância na região delimitada pelo Planalto de Conquista, onde está inserido o município de Barra do Choça, maior produtor individual do nordeste do Brasil”, explicam os deputados. A produtividade média por hectare é expressiva e, em alguns casos, supera a média nacional. Inclusive, somente Barra do Choça representa 20% das lavouras de café da região produtora e responde com 25% da produção do Planalto da Conquista, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento socioeconômico da região.

08/07/2024 às 01h36
Por: Cláudio Leite-Galego
Compartilhe:
Projeto de lei reconhece Barra do Choça como capital do café arábica

 

 

O município de Barra do Choça é reconhecido como a capital do café arábica no Estado da Bahia. É  o que determina o projeto de lei apresentado pelos deputados Hassan e Felipe Duarte. A proposta visa a promoção e valorização da cultura do café, conservação da natureza, defesa do solo e dos recursos naturais, proteção do meio ambiente e controle da poluição. Os parlamentares frisam que “o reconhecimento de Barra do Choça como a capital estadual do café arábica é de grande importância para a manutenção desta importante atividade, geradora de emprego, renda e desenvolvimento”.

 

Para os parlamentares, o reconhecimento da cidade como a capital do café arábica deverá atrair investimentos e fomentar o turismo, impulsionando ainda mais o desenvolvimento socioeconômico da região. “O fortalecimento dessa atividade econômica é fundamental para a sustentabilidade e crescimento do município, o que torna o reconhecimento de Barra do Choça como capital do café arábica ainda mais relevante”.

 

Ao justificar o projeto, os deputados explicam que o café arábica é uma das espécies do grão mais apreciadas no mundo devido à sua qualidade superior e sabor refinado. Eles salientam que Barra do Choça se caracteriza pela predominância da agricultura familiar, e que a maioria dos pequenos produtores encontra-se organizados em associações, fato que contribui para o fortalecimento da atividade e a fixação do homem no campo.

 

Os autores do projeto destacam que a tradição cafeeira é passada de geração em geração, com a participação direta da população, consolidando-se como uma atividade econômica e cultural fundamental para o desenvolvimento do município. Segundo enfatizaram os parlamentares, “Barra do Choça, possui uma longa tradição na produção de café arábica, sendo o maior produtor individual do norte e nordeste brasileiro”. Sua economia, centrada na lavoura cafeeira, conta com 14 mil hectares em plena condição produtiva, além de uma safra estimada em 200 mil sacas no ano de 2024.

 

“A cafeicultura é a mais importante atividade agrícola do sudoeste da Bahia, com predominância na região delimitada pelo Planalto de Conquista, onde está inserido o município de Barra do Choça, maior produtor individual do nordeste do Brasil”, explicam os deputados. A produtividade média por hectare é expressiva e, em alguns casos, supera a média nacional. Inclusive, somente Barra do Choça representa 20% das lavouras de café da região produtora e responde com 25% da produção do Planalto da Conquista, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento socioeconômico da região.

 

Originário das regiões montanhosas da Etiópia, o café arábica é cultivado em altitudes elevadas, o que contribui para o desenvolvimento de grãos com características sensoriais únicas, como acidez equilibrada, corpo suave e uma ampla gama de aromas e sabores. Essas qualidades fazem do café arábica a escolha preferida para a produção de cafés especiais e gourmet, diferenciando-o de outras espécies, como o robusta, que possui um perfil de sabor mais amargo e menos complexo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias